Morre a primeira médica de Divinópolis

Por Gabriel Rodrigues Publicado em: 23 de maio de 2017 às 13:03.

Tags: morre, primeira, medica, divinopolis,

Elisa Franca, a a primeira mulher a exercer a medicina em Divinópolis

 

 

Faleceu ontem, 22, Elisa Franca, a a primeira mulher a exercer a medicina em Divinópolis. Elisa morreu aos 91 anos em consequência de traumatismo craniano, depois de uma queda em casa. Dra. Elisa trabalhou até os últimos dias em seu consultório no hospital São Judas Tadeu. Pioneira na medicina, Elisa foi contratada a pedido das esposas dos Ferroviários como ginecologista para trabalhar no posto de saúde da RMV. Fez especialização em Ginecologia no Hospital das Clínicas e no Serviço de Ginecologia do Prof. Clóvis Salgado. Estudante da Escola da RMV, na Vila Operária, hoje Esplanada, terminou o curso primário no Grupo Escolar Padre Matias Lobato.

 

Com a ida de seu pai para Belo Horizonte,  Eliza cursou o restante do ensino básico no Ginásio Tristão de Athayde. Logo após matriculou-se no Curso Complementar da Faculdade de Medicina de Minas Gerais para preparação para o vestibular. Foi bem classificada e terminou o Curso Médico em 1949, pela Faculdade de Medicina de Minas Gerais, hoje UFMG. Em 1950 terminou o curso de sanitarista da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, neste mesmo ano instalou seu consultório na Avenida Primeiro de Junho.

 

[Teve Grande atividade na Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Divinópolis (que funcionou em uma casa que pertencia à Paróquia, na esquina da Pça Benedito Valadares com Rua São Paulo, local que sediava uma Associação de Amparo à Velhice, sob a direção de Pedro X. Gontijo, mas que não estava funcionando); atuou no Hospital N. Senhora Aparecida, no Hospital Santa Lúcia; pertenceu ao primeiro Corpo Clínico do Hospital São João de Deus. Chegou a ser Diretora do Hospital São Judas Tadeu.

Deixe seu comentário



Assista aos programas